7 anos de Austrália – 2 meses para partir para a Coréia do Sul

Hoje completamos 7 anos de Austrália. Sete anos desde o primeiro post neste blog australiano, escrito do apartamento de quarto e sala em Elwood, após 30 horas de viagem, entre Bloomington e Melbourne.

Como é interessante relembrar aquele dia e os sentimentos, as expectativas. Como é bacana poder reviver, através dos textos escritos na época, cada descoberta, cada novidade. Como é delicioso saber que foram 7 anos maravilhosos os que vivemos aqui.

Mas nossas raízes tornaram-se aéreas e nossa vida, cigana. Ah essa vida cigana! Ela pode até hibernar por um período, mas quando volta, volta com com tudo, levando a gente para terras ainda mais distantes e desconhecidas.

Faltam somente dois meses para embarcarmos rumo a Seul e eu não poderia ter mais borboletas no estômago!

Não é novidade que eu gosto de mudança e estou sempre disposta a alçar novos vôos, mas confesso que desta vez estou bem estressada, não só porque ainda não começamos a nos dedicar a quitar a loooonga to do list pré-viagem, mas também porque está me afligindo bastante ir morar num  lugar onde não só a língua é desconhecida e o alfabeto diferente, mas a cultura é completamente outra. Sem falar do rolo que será para nos desfazermos de tanta coisa que acumulamos durante estes 7 anos de Austrália + 5 de Estados Unidos, para podermos entrar sequinhos no apErtamento novo na Coréia. Sério, já esqueci como é morar em apartamento e apesar de ter sido criada alegremente em um (dois, na verdade), ainda me dá arrepios só de imaginar a gente vivendo com esses dois molequinhos barulhentos e agitados num apErtamento. Mas isso fica pra depois, fica pra daqui a dois meses. Agora nosso problema é vender dezenas de móveis  e nos livrar de miudezas de cozinha, aparelhos eletro-eletrônicos e de um mundo de outras coisas que certamente não caberão em nosso novo micro lar.

No próximo fim de semana, vamos catalogar tudo que venderemos/doaremos, tirar fotos e postar no eBay, ou algo que o valha e assim, oficialmente, a temporada “tô indo embora” será aberta.

Frio na barriga? Não, frio no corpo inteiro!


Em tempo: Melbourne estará sempre em nossos corações e será sempre a nossa casa, para onde, se tudo der errado, poderemos voltar. Na verdade, a esperança é que mesmo dando tudo certo, voltemos pra cá – Vivi que o diga! hahaha Definitivamente, não há no mundo, lugar melhor pra se viver. Mas por enquanto, lá vamos nós conhecer um outro canto do mundo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s