A maternidade e as redes sociais

Ah essa geração! Acho que ser mãe era mais fácil antigamente, sabe? As redes sociais digitais são um perigo constante e é preciso estar sempre alerta, especialmente se você, como eu, tem um molequinho de 8 anos que tem fixação por ser “famoso”. Difícil, viu?  😦 A gente conversa, orienta, explica e até põe o terror de vez em quando, mas é tenso, viu?

O Vivi, há um ano, ganhou o direito de ter um canal no youtube para postar os videozinhos que ele tanto curte fazer com seus plushies. Ganhou também uma conta no Skype, para falar com a família no Brasil. Óbvio que tudo é completamente monitorado de perto. Ele não aceita nenhum convite no Skype e nem segue nenhum canal no Youtube que não seja de amiguinhos da escola.

Recentemente, mais precisamente há uma semana, acabei me rendendo e abrindo uma conta no Instagram pra ele (que, claro, é privada e devidamente monitorada). No momento em que entreguei o “presente”, a euforia foi intensa, houve até juramento com a mão direita sobre o iPad, HAHAHAH! Dentre outras, condições como “jamais postar nada sem que a mamãe aprove”, ou “jamais aceitar o pedido de um estranho”, ou ainda “jamais seguir perfis públicos de famosos” devem ser plenamente respeitadas, caso contrário a conta será imediatamente deletada. Ele, de pronto, concordou, afinal, o motivo pelo qual ele tanto queria uma conta no Instagram era para manter contato com seus amigos daqui, quando estivermos na Coréia (e só por isso me rendi). Mas fui além: outra condição foi que eu escreveria a bio :O) e, calro, não deixei por menos, rsrsr, ficou assim:

“the coolest, funniest and most creative little (yes, little!) boy”- says my mum(my)

Entretanto, foi só um teste para ver o quanto ele respeitaria e aceitaria minhas condições, rs. No dia seguinte, tirei a bio :), mas avisei que ela pode voltar a qualquer momento (tortura!!! hahaha) :O)

A verdade é que o Vivi acaba usando o Instagram para  trocar mensagens diretas  com os amiguinhos da escola, e eu acabei arrumando mais uma coisa para monitorar :O|

Por enquanto, não tenho do que reclamar. Ele parece estar respeitando as regras, até porque, ele só pega no iPad aos sábados e domingos pela manhã (sargento megera em ação!) e sempre que recebe convites de estranhos, fica com medo e deleta na hora (sim, eu uso a psicologia do medo e falo mesmo das pessoas malvadas que existem no mundo, especialmente daquelas que tem cara de boazinhas. Infelizmente, melhor criar um filho desconfiado e sempre alerta, do que uma isca fácil).

Vejamos qual será o próximo pedido…


Em tempo: O problema de ser uma pessoa em dia com a tecnologia, as novidades e trabalhar com mídias digitais é que meus filhos acabam tendo mais contato com isso do que eu gostaria. É o exemplo que eles têm, é o que eles vêem. A mãe que tem o compromisso de postar no Instagram diariamente (não no pessoal, mas no da Oca), que tem Snapchat, que trabalha na frente do computador o dia todo (em casa, na frente deles). É muita internet, muito eletrônico na minha vida. Mas fazer o que? Só me resta estar sempre vigilante e tentar fazer das horas lazer, momentos de atividades em família.

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s