Sobre filhos (ainda) pequenos e o Coelhinho da Páscoa

img_8901

Dia desses, quando os meninos já estavam na contagem regressiva para a visita do Mr. Bunny, Vivi me confidenciou:

– mamãe, sabe o que eu mais gosto na Páscoa?

– o que, meu filho?

– gosto do eggs hunting! Não é que eu não goste de comer os chocolates, mas… procurar os ovinhos que o coelho escondeu é tão divertido!

Naquele momento, me deu até um nó na garganta. Coisa de mãe boba, eu sei, coisa de mãe que deseja que os filhos não cresçam nunca, que fiquem para sempre na Terra do Nunca, a um metro do chão e com aquelas crenças inocentes e deliciosas que alimentam a imaginação (sim, eu conto mentirinhas de Papai Noel, Elf on the shelf, Coelhinho da Páscoa e Fada dos Dentes pros meus filhos – me julguem, tô nem aí, rs).

Mas alegria de mãe pode ser ainda maior e a minha bebeu fermento.

Ontem à noite, véspera de Páscoa, Vivizinho (sim, aos 8 anos e meio, e do alto dos seus quase 140cm), ansioso, diz assim:

– Pessoal, vamos dormir?

– Oi? Como assim? Que novidade é esta, você querendo ir dormir cedo em pleno fim de semana?

–  Hmmm.. é que está quase na hora do Easter Bunny passar e se não estivermos dormindo ele não vai entrar em casa…

Ai que delícia foi ouvir aquelas inocentes palavras, tão cheias de certeza. Meu coração derreteu, eu troquei um olhar cúmplice com o marido, que por trás do jeito sério é outro sentimental, quando o assunto é nossas crianças. Eles ainda são pequenos! Nosso biggest boy ainda é um meninote cheio de fantasias!

Minha vontade, naquele momento, foi de trancá-lo dentro de uma bolhinha para que nada pudesse tirar dele esta inocência 🙂

Se eles tem que crescer, que seja devagarzinho e que eu possa aproveitar cada pedacinho da mais linda face da vida.

 


 

Em  tempo: Ato falho! Hoje à noite, no carro, voltando pra casa, Vivi queria comer uma barrinha de cacau com açaí  (sem açúcar!!!) que me dei de Páscoa pra tentar minimizar (totalmente em vão) a sensação horrorosa de abstinência. Insistiu, pediu, implorou, por mais que eu dissesse que a barrinha era ruim e sem graça. Me instigou tanto, que eu mandei um:

“Pô, Vivi, te dei um monte de chocolate hoje!” (ooooops! silencio total no carro…) “Quer dizer, deixei a porta aberta pro Easter Bunny entrar de deixar seus chocolates…. ” Espero que eu não tenha colocado tudo a perder, rsrsr

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s