Lá no sítio (uma reflexão)

img_7855

Você vive correndo? Eu vivo (vivia). Especialmente depois que decidi trabalhar de casa e por conta própria. Acredite, não há nada que te ocupe mais do que empreender. Ser seu próprio chefe é a garantia de ter trabalho 24/7. Trabalhar até de madrugada não é nada incomum, especialmente se você tem filhos em idade escolar que, durante o dia, precisam de atenção. O estresse é quase inevitável.

Mas como não surtar?

Focando no que realmente é importante, deixando a vida acontecer e, principalmente: desacelerando.

E como desacelera, Erica?

Aos poucos.

img_7860

No fim de 2015 me fiz duas promessas: Me alimentar melhor e desacelerar. E quando eu digo desacelerar, não estou falando apenas de trabalhar menos horas, mas de reservar, todos os dias, um tempinho pra mim. Que comece com meia horinha, não importa. O fundamental é a consciência de que o que realmente importa é a vida que se leva. E pra mim, a ideia de trabalhar de casa surgiu como um meio de passar mais tempo com a família, de curtir aqueles momentos preciosos que passam num piscar de olhos, só que em vez disso, vinha me transformando numa prisioneira de um expediente que não tinha hora pra acabar.

E foi durante os dias que passamos no sítio, que comecei a colocar em prática, não só a alimentação mais balanceada (obrigada, Carla, por me perseguir, rs), como também decidi desacelerar – porque, cá entre nós, quem vive acelerado, quer abraçar o mundo com as pernas mesmo nas férias.

img_7865

Mas desta vez eu me controlei. Não encontrei nem com a metade das pessoas que eu gostaria ter encontrado e, ficaram, sim, muitos abraços perdidos. Por outro lado, posso dizer que curti de verdade os encontros que tive. Aproveitei devagarzinho, sem pressa, sem cumprir agenda, especialmente a família e, de quebra ainda consegui, sem pressão rever amigos queridos do meu passado, de um tempo que havia ficado meio perdido na memória. Foi tão gostoso.

p1040998

Mas sabe qual foi uma das partes mais gostosas desse meu mês no Brasil? Levar meus filhos pro sítio dos meus pais, deixá-los andar descalços, brincar com o cachorro, andar a cavalo, colher ovos ainda quentinhos, recém saídos da galinha, tomar banho no chuveirão gelado de água direto da nascente, tomar banho de rio, descer pela corredeira, pegar a frutinha do pé, se balançar na rede e até mesmo, acreditem, dormir um dia sem tomar banho, porque, de tão exaustos, capotaram no sofá. Todas aquelas coisas que eles não fazem aqui.

img_7826

Eu tenho lembranças muito gostosas da minha infância, quando visitava minha bisa na fazenda. Banho de cachoeira, a cachorrada, as caminhadas pelo pomar, os passeios em carroça de boi, acordar bem cedinho pra tirar leite da vaca, o almoço feito sem pressa no fogão à lenha, a liberdade, a falta de pressa. E foi tão gostoso reproduzir parte daqueles momentos pros meninos.

A vida é curta, sim, mas viver acelerado não nos fará aproveitá-la melhor, ou viver mais. Vivemos muito mais intensamente se desacelerarmos e nos concentrarmos no momento presente, sem pressa, sem querer fazer mil coisas ao mesmo tempo. Viver uma experiência de cada vez com tranquilidade é muito mais gratificante e energizante do que realizar parcialmente mil tarefas.

img_7828img_7829img_7830

E é nessa vibe que eu quero seguir meu 2016. Doando meu tempo pra mim mesma, pra minha família, para as pequenas coisas, para a infância dos meus filhos, pro meu presente, que amanhã já virou passado. Quero uma vida mais tranquila, especialmente agora que estou, mais uma vez de mudança, para terras ainda mais distantes.

img_7835

E foi exatamente isso que tive nesses dia no sítio. Aliás, pela primeira vez na vida, agradeci pela internet quase inexistente que me permitiu (ou me forçou?) desconectar do mundo virtual e abraçar o mundo real. Pra ser perfeito, só mesmo se o tempo tivesse colaborado mais – janeiro é mês de chuvas no Rio de Janeiro inteiro – tô pra ver estado para chover mais no verão do que este aqui.

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s