Sydney, finalmente!

p1040357

Ah, Sydney… Finalmente pude te conhecer!

Após mais de 6 anos vivendo Down Under, esta foi a minha primeira vez em Sydney e, boy, quanto tempo eu perdi!

p1040367p1040368

Pra começar, ficamos num apê super estiloso, com uma décor bem despojada e litorânea. Detalhe, o apartamento é no basement de uma casa, bem pertinho da praia. Sim, no basement. Praticamente uma caverninha. Mas uma caverninha bem simpática, com um espaço excelente e um chuveiro ótemoooo.

Fomos extremamente bem recepcionados pelo nosso host (aliás, sou cada vez mais fã do Airbnb!), que foi super simpático e prestativo. As crianças simplesmente amaram nossa casinha temporária.

Sydney não é tão limpinha, nem tão organizadinha quanto Melbourne. Arrisco dizer que também não é tão segura. O engarrafamento, certamente é um ponto contra (ô lugarzinho engarrafado, meu Deus!), mas dito isso, posso afirmar que: Nasci pra morar em Bondi (dizem que é porque não fui a Manly, rs)!

p1040347p1040374p1040346p1040364

Andamos por algumas neighborhoods, mas a minha favorita, disparado, é Bondi. A praia, as pessoas, as ruas “ladeirosas”, a atmosfera, tudo me encanta e me faz até lembra do meu Rio – como bem colocou meu marido, um Rio que deu certo.

A diferença entre Sydney e Melbourne grita. A diferença de preço (moradia) berra. Pra morar em Sydney tendo o mesmo padrão de vida que temos em Melbourne, precisaríamos ganhar, pelo menos uns 50% a mais. Pelo menos, eu disse.

Como diz meu marido, Sydney é pra passar férias. E eu nem posso discordar, porque o bairro que eu gostaria de morar em Sydney, além de muito caro, não é nada favorável a quem tem que enfrentar trânsito. Só trabalhando de casa mesmo, rs.

p1040467p1040465p1040463p1040456p1040442p1040435p1040453

Opera House, Darling Harbour, Sydney Harbour, The Rocks, Circular Quay e afins, tudo muito bacana, mas definitivamente não foi o que fez meu coração acelerar. Gostei mesmo foi do ar mais real, meio bagunçado, despojado. Gostei mesmo foi de dar de cara com uma praia com bares e restaurantes do outro lado da rua. Gostei de encontrar sucos naturais e variados, feitos na hora em qualquer café (em Melbourne, eles te acham um ET se você pede um fresh juice e quando tem é um copinho minuscule de suco de laranja). Gostei de ver a galera andando descalça nas mediações da praia. Adorei ouvir novamente o barulho do mar. Aquele barulhinho me transportou no tempo, me levou de volta à vida carioca, onde fim de semana de sol, a praia era obrigatória.

Ah, Sydney, como eu gostei de te conhecer! Gostei tanto, que, antes de irmos pra Coréia, quero muito voltar. Até porque, não conheci Manly e eu não posso sair da Austrália sem conhecer Manly (dizem).

p1040418p1040414p1040415p1040416

Eu deveria ter escritos um post por dia, durante nossa estada em Sydney, mas decidi não levar meu computador, pra não cair na tentação de trabalhar. Fui de férias e fiquei realmente de férias, mas agora quase me arrependo não ter escrito meu diário de viagem, contando os detalhes.

p1040427p1040422p1040400p1040395p1040394p1040390p1040387p1040383

Mas vamos ver se eu consigo listar aqui alguns tópicos que resumem minhas impressões e emoções:
– em meu primeiro dia lá, repeti umas 20 vezes: “preciso morar aqui”, “to com raiva de Melbourne”, “nasci pra morar em Bondi”;
– muito, mas muito brasileiro nas ruas, nas praias. Tipo, brasileiro até demais pro meu gosto, rsrsr;
– suco natural em cada esquina – amo!
– praia com jeito de praia, com areia fofinha, com as ondas quebrando e fazendo aquele barulhinho bom. Pra ganhar o 10 faltou os vendedores de mate e biscoito globo;
– comemos muito bem, em qualquer café. Aqui em Melbourne tenho birra com comida de café – se não for brunch, acho sem graça, sempre prefiro os étnicos;
– as pessoas na praia usam biquini em vez de blusa de manga comprida com tecido que protege contra os raios UV. Aliás, o sol de Sydney não arde na pele como o de Melbourne;
– quase não há moscas, o que é uma dádiva;
– é relativamente fácil pegar um taxi na rua;
– as pessoas estão muito mais em forma;
– protetor solar fator 50 “di gratis” na praia – what???
– Cocô de cachorro nas calçadas (nem tudo são flores);
– Pichação em alguns lugares, ruas menos limpas que em Melbourne e várias casas mal conservadas em bairros legais;
– Não faz frio (nem quando faz frio). À noite, rola uma brisa, mas nem de longe se assemelha ao vento gelado de Melbourne;
– Muito trânsito;
– Moradia muito cara, mas o resto dá no mesmo;
– Melbourne ficou parecendo cidade pequena perto de Sydney.

Em resumo, não é perfeita, porque não exite nada perfeito nessa vida, mas viveria lá feliz da vida 🙂

p1040483p1040485

Em tempo: Nosso último dia, foi um perrengue só. Um somatório de decisões e caminhos errados pra gente aprender que, definitivamente, o último dia existe para tomar o caminho da roça, mais nada! Qualquer outra tentativa de aproveitar as últimas horas é completamente frustrada. Sempre.
Pegamos caminhos errados, andamos mais do que gostaríamos, passamos o maior aperto pra conseguir um taxi e acabamos não fazendo nada de interessante.

Pra NÃO fechar a viagem com chave de ouro, na volta, pegamos um baita engarrafamento (até dormi no taxi) até o aeroporto, que nem é longe; quando chegamos ao aeroporto, o vôo estava atrasado; e quando finalmente chegamos à Melbourne (no aeroporto menor e mais isolado), pasmem, simplesmente não havia taxi! Tivemos que pegar o ônibus até a City (com direito a desvios) e, de lá, pegar um taxi pra casa – com direito a engarrafamento nada normal.

Chegamos em casa já era quase meia-noite e ainda tivemos o desprazer de encontrar uma dona barata na bancada da cozinha, fazendo sei lá o que (se não havia absolutamente nada de comida em casa, tampouco lixo ou sujeira), vinda sei lá de onde, se estava tudo fechado. Aparentemente, quando os donos saem, as baratas fazem a festa.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s