Finalmente de volta à casa

Não que eu esteja empolgada de voltar pra Melbourne. Não mesmo. Tá uma friaca como nunca vi!

 

Fomos finamente presenteados com uma frente glacial vinda do ártico que fez a temperatura ir pro chão neste nosso primeiro final de semana em casa. Chuvinha, frio, céu nublado. Deprê! Em pensar que deixei uma Itália quente e ensolarada, com cidadelas medievais lindas, campos maravilhosos, piscina, Cascina Rosa… Ah, Cascina Rosa…

 

Mas é vida que segue, né?

 

O mais divertido de voltar é ver a reação dos amiguinhos do Vivi. No dia seguinte a nossa chegada, à tarde, Vivi resolveu dar as caras no parquinho e foi só ele colocar o pezinho pra fora de casa que a molecada sentiu o cheiro e veio em revoada saudá-lo! Foi tão fofo que eu quase chorei. Só não chorei porque eu não vi, só ouvi, rs, senão de certo teria me esvaído em lágrimas. “Vinny!!!! Vinny!!! You are back!!!!” Todo mundo cercando e querendo um abraço, mas meu primogênito, que não é nada brasileiro, não é chegado a abraços e manifestações de afeto. Vai entender? O tanto que esse menino foi beijado e abraçado a vidinha dele toda (sim, sou dessas mãe grudentas). Devo ter traumatizado a criança, rs

 

Vivi ficou tão feliz ao reencontrar seus amigos que nem está se importando tanto com o frio. Mesmo sem poder ficar lá fora muito tempo, já que escurece cedo, ele está feliz de estar de volta depois de quase 3 meses fora.

 

Hoje, quando chegou do colégio, o primeiro dia de aula do termo 3, enquanto fazia seu reader, ouviu a molecada gritando muito alto lá fora e disse assim: “agora eu tô muito nervoso pra ir lá fora, tô com pressa!”

 

“Por que, meu filho?”

 

“Porque quando o pessoal grita assim é pra implicar com a noisy lady (uma vizinha chata que não gosta de criança sendo criança) E eu quero ir lá também! Ela merece isso, ela é muito chata”

 

Okay, Vivisauro está de volta 🙂

 

On the other hand, Nickito estava com saudades de seus brinquedos e tem passado horas brincando. O play corner tá uma bagunça, mas eu nem me atrevo tocar em nada, tô deixando ele ser feliz. Engraçado é que ele chegou na secura pra jogar xBox, mas ao contrário do que imaginei, não está abusando não. Tem brincado mais com os brinquedinhos não eletrônicos mesmo, ou então desenhando.

 

A novidade do Nickito é que ele se descobriu depois do Festival de Moncalvo. Não pode ouvir uma música que dança coreografias ensaiadas, tudo no ritmo, mostrando toda sua concentração, talento e flexibilidade. Tô até considerando colocá-lo numa aula de dança. O que me desanima é que aqui as aulas duram 30 minutos, uma vez na semana. Não dá nem pra criança ser feliz. Mas vou procurar!

 

Fora isso, a única novidade é que ainda não conseguimos entrar no fuso. Tamb;em, não é pra menos, saímos de dias longos quentes e ensolarados para noites longas frias e escuras de uma hora pra outra. Não há corpo que se acostume fácil. O meu então está se recuodando, gritando: take me back to Italy!!!!

 

Mas vou sobreviver… eu acho. Pelo menos posso ficar na minha caverninha trabalhando na Oca.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s