Eu mereço

Ando tão atarefada que me falta tempo para deixar em dia este blog de lembranças. Sei que lá na frente vou me arrepender por não estar reservado um tempinho, ainda que semanalmente, para registrar as ocorrências, especialmente aquelas relacionadas aos meus molequinhos, que estão cada vez mais figuras.

Sendo assim, hoje, entre uma coisa e outra, estava lembrando de uma das últimas do Vivi e não me contive, dei uma pausa num design e vim guardar aqui esta recordação que muito diz sobre a personalidade do meu primogênito.

Dia desses, Vivi vira-se pra mim e diz assim: “Mamãe, sabe a vizinha da Manú? Aquela 10 year-old girl?

Eu: sim, filho, sei… o que tem ela?

Vivi: ela disse que você é “so pretty”…

Eu: ah eh? Very nice of her… e você o que disse? (perguntei, já imaginando o que viria pela frente)

Vivi (arregalando os olhos): eu disse: Whaaaaat?

Eu: po, Vivi, como assim? Você não acha a mamãe bonita?

Vivi: Sim, claro que eu acho (!!)… mas não imaginei que alguém mais pudesse achar

(fuén, fuén, fuén… quem pergunta o que quer…)

Eu: caramba, Vivi…

(pausa para me indignar)

Eu: mais tarde vou te mostrar umas fotos de quando eu estava nos meus early twenties (mal sabia eu que a coisa podia ficar ainda mais feia pro meu lado…)

Mais tarde, revirando o baú, mostrei pro Vivi fotos da minha época de modelete. Book, composit, algumas fotos de desfiles, uma ou outra revista…

Vivi: Nossa, mamãe, você parecia muuuuuito bonita…

Eu (cara de tacho, aguardando ele completar a frase)

Vivi: Nem parece você…

Eu (silêncio, respirando pra não esganar a criatura, rs)

Vivi: Te pagavam pra aparecer nessas fotos?

Eu: esta é a ideia…

(será que ele acha que eu pagava pra sair nas fotos? melhor não perguntar…)

Vivi: Seus amigos te zoavam?

Eu: oi?

Vivi: você era popular?

Eu: not really… Se você quer sabe se eu era famosa, não, Vivi, eu não era famosa!

E a conversa ainda durou um tempo, enquanto mostrava pra ele as fotos. Ele sempre com o olhar surpreso de quem não compreende como aquela ali das fotos podia ser sua mãe-velha-e-cansada.

Isso mostra bem como o meu filho me enxerga.

Ainda bem que eu tenho um segundo filho, que assim que eu acordo, mesmo baforenta e remelenta, me diz que eu sou mamãe lindinha, cheirosa e princess do coração dele. Não fosse por isso, poderia entrar em depressão com a sinceridade cortante do Vivi e a imagem que ele tem de mim, rsrsr. Tá, gosto não se discute e cada qual tem o seu, mas, e o amor onde fica? E a sensibilidade? Tipo, como filho, ele deveria me enxergar com os olhos do amor, não?

Em vez de chorar, eu rio. Rio muito! E ainda conto pra todo mundo, hahaha  O que me resta é fazer caipirinha com os limões e encher a cara, rsrsr 🙂

Esse meu primogênito tem muito o que aprender para conviver pacificamente em sociedade, especialmente entre a sociedade feminina :P.

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s