Momento depressão – Ah, Melbourne, assim não dá!

Hoje tô de mau humor e o motivo tem nome: Melbourne. Ou melhor, o clima de Melbourne!

Tá, que Melbourne tá sempre (ou pelo menos nos 4 últimos anos esteve) lá no topo da lista das “the most liveable cities in the world” quase todo mundo sabe, né? Todo mundo também tá careca de saber os bons motivos pelos quais viver em Melbourne arruina a vida da pessoa pelo resto de sua existência. Eu mesma estou na primeira fila, entre aqueles que adoram morar aqui, por incontáveis motivos, mas querem saber de uma coisa? Meu saco encheu!

Ah, vai ter clima ruim assim lá na Noruega, caramba! Não aguento mais! Passo o ano inteiro mirando no verão, esperando por aqueles meses quentes de queimar os miolos e quando a tão esperada estação chega, cadê o sol? Cade o calor? Cadê, peloamordedeus, o verão???

Sério, ODEIO tempo frio. ODEIO-ODEIO-ODEIO! Odeio tanto que desde que cheguei aqui, nunca, nunquinha fui esquiar. Odeio tanto que NUNCA quis “curtir” inverno Europeu. No meu calendário, férias e diversão estão diretamente associadas a tempo bom, roupas leves, calor, SOL!

Eu sei que não se pode ter tudo ao mesmo tempo, mas convenhamos, o lado negativo de se morar na Austrália deveria se resumir a distância colossal de qualquer outro lugar do mundo, né? Ou então o fato de ser tudo caro pra caramba (tá, quando eu digo TUDO, não quero dizer tuuuudo… minha revolta é mais voltada ao custo de se comprar uma casa num lugar que não seja no meio de coisa nenhuma, uma casa na civilização). Mas até aí, vá lá, ainda assim vale muito a pena viver na linda Melbourne, que em tantos aspectos é sim um paraíso.

O que eu não tô mais aguentando é esse clima mequetrefe. Hoje, no que deveria ser o auge do verão, tivemos míseros 14 graus e com direito a chuva. Francamente!

Essas férias escolares estão sendo um fiasco. E eu que tinha tantos planos de passeios por Victoria, tantos planos de fim de dia lagarteando na praia. Tudo pelo ralo. E pior, as crianças estão going nuts and driving us nuts! Tô enlouquecendo com esses meninos dentro de casa numa agitação de dar pena – parecem bichinhos selvagens em cativeiro.

A coisa aqui é tão esquisita que até um dia lindo de sol, quentinho e gostoso, em vez de me deixar feliz me deixa tensa. Por que? Porque eu preciso parar tudo o que estou fazendo pra aproveitar – sabe-se lá quando outro dia desses dará o ar da graça!

Esta semana mesmo, tivemos um dia lindo, bem no meio da semana e, claro que fomos à praia, né? Mas como alegria de pobre dura pouco, saímos da praia com raios e trovoadas e fechamos o dia com chuva e tempo ruim. Tempo ruim que segue até hoje.

Tô muito revoltada. Tão revoltada que chego a sentir saudade da vida em Bloomington, Indiana, onde os invernos a -20C passavam e davam lugar a uma primavera deliciosa e a um verão quentinho, quentinho. Um dia de sol no verão não me deixava estressada, tensa, com medo do dia seguinte ser lama pura. Saudade de lagartear na grama do parque (nunca pensei que fosse dizer isso, muito menos escrever isso!).

Não vou nem comentar a saudade que eu sinto do meu Rio, né? Por mais que a galera por lá esteja toda reclamando, eu, nos 26 anos que vivi nas minhas lindas e quentes terras cariocas, nunca, nunquinha reclamei do calor. Tá, podem me chamar de maluca, mas prefiro um milhão de vezes a sensação térmica de 55 graus do Rio do que esse verão de meia tigela de Melbourne.

Já falei que ODEIO frio? E que estou de mau humor?

Pois é, hoje é um daqueles dias que arrumaria as malas e me mudaria daqui feliz da vida, sem olhar pra trás.

Então fica a dica, se você, como eu, precisa do calor pra ser feliz, pense duas vezes antes de se mudar de mala e cuia para “a melhor cidade pra se morar no mundo” 😉

PS. Chove lá fora e aqui faz tanto frioooooo, me dá vontade de saber… Verão, cadê você? Me telefonaaaaa….

4 Comments

  1. Nega, tô no mesmo barco. Só que Londres não é nenhuma cidade mais liveable do mundo. Desde que vim pra cá, há 8 anos e meio, peguei dois verões legais. Um dos verões teve temperaturas de 10 graus quase todos os dias. Minha madrinha veio no verão e eu reclamava do frio e ela dizia “mas saí do Brasil com mais frio do que isso”. Daí ela se tocou que no Brasil era inverno e ela mora em Porto Alegre. Juro pra você que: falta de uma boa noite de sono + esse tempo ridículo + vida de gado raladora de trabalhar/ser doméstica/mãe de duas = querendo largar tudo e todos e me mudar pro Caribe. Muito deprê.

    Curtir

    Responder

  2. Hahaha pra você ver como as pessoas são diferentes! Estou cozinhando aqui em SP e não vejo a hora de fugir disso! Vou fazer um intercâmbio na Austrália, e estava em dúvida da cidade. Entre as que pesquisei, escolhi Melbourne. E adivinha um dos motivos? É a que faz mais frio entre as que eu estava em dúvida! hahaha Não vejo a hora de passar frio! T_T

    Bjos, boa sorte com o sol por ai! hehe

    Curtir

    Responder

  3. Erica, te agradeço imensamente por esse post que encontrei ao buscar “frio em Melbourne” no Google. Lendo suas palavras, pude ouvir minha própria voz reclamando com revolta com os (poucos) dias de frio aqui de São Paulo, que com certeza são piores em Melbourne. Estava em um enorme dilema nessas últimas semanas para escolher a cidade do meu intercâmbio, mas depois de ler aqui acho que me decidi de vez por Queensland rsrs Obrigada e boa sorte 🙂

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s