Dia de Casa Milà


Finalmente, quase com o apagar das luzes, fomos visitar La Pedrera (não sem antes passar no Boldú pra comer um croissant dos Deuses e tomar um ‘café con leche corto en café’ e un sumo de naranja :).

Ai, gente, vou lhes falar, o tour da Pedrera (da Batlló e da Sagrada) vale cada centavo de euro, sabem? Gaudi é incomparável, único, maravilhoso.

Forma e função na melhor fusão possível. Como sempre fiquei embasbacada com tudo. Cada detalhe é digno de aplausos de pé. Como sempre saí do tour deslumbrada, bestificada.

Engraçado que muito embora eu tenha sempre admirado as obras de Gaudi, nunca me dei o trabalho de estudar sua trajetória e só agora, estou conhecendo de verdade mais que o óbvio, a sua essência e, claro, estou ainda mais in love.

Saímos de lá e seguimos pelo Passeig de Grácia babando na arquitetura e respirando a urbanidade do modernismo catalão. Almoçamos no Txapela, que apesar de ser redão, tem uns pintxos caprichados e atendimento de balcão de primeira.

Depois do almoço tardio, saímos correndo (literalmente) pra buscar os moleques no colégio – visualiza! Chegamos um pouco atrasadas, mas nada muito grave 🙂 Amanhã é o último dia da Gi aqui. Tristezinha já tá batendo…

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s