A Gi chegou – alegria, alegria!

Hoje passei o dia inteiro liquidando meus compromissos profissionais para entrar oficialmente de férias. Tá pensando o quê? Tô aqui em BCN faz tempo, mas até agora, só tive folga nos fins de semana. Mas ó, não tô reclamando não, muito pelo contrário! Impressionante como esas temporada aqui foi produtiva. Dei um gás no Cheer Up, fiz contatos, estreitei laços, ampliei minha lista de fornecedores e dei início a parcerias promissoras. Em pouco mais de um mês, trabalhei mais intensamente do que se estivesse em casa. Mas agora é hora de descansar, de aproveitar que minha amiga/comadre chegou e aproveitar minha estada na terra de Gaudi 🙂

A programação está intensa, a ideia é curtir não só a cidade, mas a companhia da amiga, até a última gota. Dizem que os melhores amigos você faz na infância, né? Que são esses que você leva pra vida toda. Até é verdade… Mas vou te dizer que a vida é bem generosa comigo, e no quesito amigos, estou muito bem servida 🙂 A Gi é uma dessas amigas que a vida colocou assim, discretamente no nosso caminho e não permitiu que fosse embora nunca mais – mesmo quando a gente mudou pro outro lado do mundo, perdeu o contato diário, não ficou mais a par dos detalhes da vida… ainda assim, quando a gente se encontra, a sintonia é a mesma. E olha que nós somos beeeeeem diferentes. Beeeeeeeemmmmm diferentes. Ela é minha amiga de infância estrangeira, a primeira grande amiga que fiz nessa vida expatriada, que não há intriga que separe. Com ela não tem tempo ruim, topa qualquer parada, tá sempre animada, com o sorriso Elma Chips  estampado no rosto 😀

Anyways, Gi chegou já tarde. Fiz um macarrãozinho ixperto pro jantar (um luxo! o que eu menos tenho feito aqui é cozinhar, mas como é o jantar de boas vindas, resolvi fazer uma propaganda enganosa pra agradar nossa hóspede – não dizem que a primeira impressão é a que fica? Então, rs). Os meninos estavam ansiosos pela chegada da dinda, ficaram acordados até tarde, mesmo sabendo que teriam que acordar cedo na manhã seguinte. Fizeram uma farra de dar gosto e foram dormir felizes da vida, afinal, não é todo dia que se ganha the best dinda ever de presente, né? Diz aí, que dinda rola no chão com os afilhados, que entra na bagunça, que deixa se fazer de gato e sapato? Difícil né? Os meus filhotes tiraram a sorte grande! Se bem que não foi sorte não, escolhi a dedo 😉

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s