terça-feira: primeiro dia de aula

Hoje foi (está sendo) o primeiro dia dos meninos na escola.

Acordamos, alimentamos os pequenos e lá fomos nós para uma caminhadinha de 10 minutos até chegar ao destino. No caminho, Vivisauro pulava feito cabrito, tamanha era a empolgação. Quando estávamos quase chegando, começou a demonstrar uma certa preocupação: “mas mamãe e se eu não fizer amigos?? como vou falar em catalão?” Ao  que respondi: “Impossível você não fazer amigos! Você não só vai fazer muitos amigos, como vai ter muita história pra contar quando voltarmos pra Austrália!”. Ele, com um sorriso de orelha à orelha, voltou a saltitar pelo caminho.

Chegando lá, entramos e ficamos a esperar. Grupinhos se formavam e inevitavelmente, crianças curiosas apontavam e comentavam. O Nick estava alheio às conversas, mas o Vivi começou a ficar inseguro, a se incomodar: “mamãe, eles estão apontando pra mim…” – “Eu sei, meu filho, isso é porque você é novidade… eles estão curiosos pra saber  sobre você…”.

As portas se abriram e a criançada começou a entrar. Aqui, os colégios são mais parecidos com os do Brasil, num mesmo colégio você tem infantil, primário, ginásio, secundário – o que é bem diferente do modelo australiano, que em geral separa cada fase num colégio.

A criançada entrou e logo a inspetora (?) veio pegar os meninos. Pegou um em cada mão e nem deu tempo pra despedida, nada de beijinho nem abraço, só mandou dar tchau pro papai e pra mamãe e simbora pra dentro, assim, a sangue frio. Lá foi o Nick, de um lado, ainda meio perdido, mas sem reclamar, e o Vivi do outro, com um sorriso que denunciava um misto de empolgação e incerteza. E eu fiquei lá, olhando pra cara do Mauricio com o coração despedaçado (vai entender as mães!), o estômago doendo. Cadê a adaptação?? Senão para as crianças, pelo menos para a mãe! Ficamos lá parados, sem saber o que fazer, até que dois (eternos) minutos depois a inspetora volta, nos chamando pra dar tchau pro Nick, porque o Vivi já havia entrado na sala dele. Chegamos na salinha do Nick e ele estava lá, sentadinho no chão, quietinho, conformado. Quando ele nos viu, pareceu aliviado. Veio pro nosso lado, coloquei o aventalzinho nele, dei um beijinho e entreguei pra professora. Ele foi sem reclamar – Choquei! Nem um chorinho? Não vai relutar nem um pouquinho??

Ao que parece, ele estava seco pra voltar para a ambiencia da creche, brincar com outras crianças, fazer atividades variadas…

Saímos de lá e no caminho de volta, começou a me dar uma saudade insana dos meus dois encrenqueiros barulhentos.

Já falei que a escola é integral???? Então, das 9 da manhã às 5 da tarde!!!! Como sobreviverei?

Passei em casa para comer alguma coisa, peguei minha câmera e voltei pra rua, pra tentar me distrair. Em vão. Estou muito aflita pra passear. Voltei pra casa e aqui estou, prisioneira da minha angústia, esperando o telefone tocar a qualquer momento pra que eu vá correndo  buscá-los, qualquer que seja o motivo. Faltam 20 para o meio-dia. A casa está silenciosa e eu quase deprimida.

Meu coração só terá sossego quando eu for buscar meus molequinhos e souber, tim-tim por tim-tim como foi o dia deles. Até lá, ficarei aqui enterrada na minha angústia, estourando de culpa (que tipo de mãe manda os filhos pra escola num país onde eles não falam a língua e onde ficarão apenas por dois meses??!?!) e com o estômago ardendo em brasa, sem saber como está sendo o dia dos pequenos.

Parte de mim (a que pensa) quer que ao fim do dia, eles estejam super felizes e integrados, doidos pra voltar no dia seguinte. A outra parte (a insana) quer que o telefone toque agora e que a gente esqueça essa história de mandar os meninos pro colégio.

Enfim, vou fazer uma yoga ali e já volto. Depois eu conto o desfecho do dia.

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s