o Natal

Este ano o Natal aqui em casa não teve pompa nem multidão. Fiz uma ceia em família, pra pouquíssimos: nós 4, família Kamimura (foi o primeiro Natal do Ben :)) e tia Carolzinha.

A vida anda me impondo fazer escolhas sobre como utilizar minha energia, e eventos sociais podem consumir demais de mim, então após muito refletir, resolvi terminar o ano pegando leve e parti pra uma celebração mais íntima.

Arrumei uma mesa improvisada com renda e chita, amarrei os guardanapos com tirinhas também de chita, e coloquei sobre a mesa a Adelaide e o Chiquinho, o Gumercindo, a Zulmira e o Genarinho para arrematar o tom brasileiro de mais este Natal longe da Terrinha-Mãe.

quem não tem toalha de mesa bem grande pro mesão, usa retalhos de chita e renda, e ainda faz um look bem brasileiro 🙂

os amigos retirantes marcaram presença sobre o florido da chita

que tal a tirinha de chita pra amarrar os guardanapos?

velas, pinheirinhos cônicos e cerejas deram o tom Natalino à minha mesa tropical

Quem reaproveita, tem – ou quem tem, reaproveita 🙂

um close no guardanapo – algo me diz que eu tô postando isso no blog errado, rsrs.. isso é material pro HomeSweetener 🙂

Adelaide e Chiquinho sempre presentes

uma geralzona da mesa

a árvore com os presentes (não os do Papai Noel)

olhando pra essa foto, eu percebo que preciso urgentemente comprar um aparador mais vintage (usado mesmo) e bem colorido.

O mais bacana é que muito embora fôssemos poucos, a diversão foi garantida e as gargalhadas se fizeram presentes do princípio ao fim – e olha que nem rolou álcool, hein!

Meu desejo pro próximo Natal é que eu possa ter novamente uma mesa bem grande e bem cheia de pessoas queridas – mas desta vez, se não for pedir demais, quero muito, muito mesmo que ao redor da mesa esteja também nossa família, que não pôde estar aqui este ano, conforme o planejado 😦

petisquinhos de Natal

com a noite caindo

e tome de fotos – acho que fiquei traumatizada por ter perdido meses de fotos, rsrs. Se eu deixar aqui no blog, elas ficam de alguma fora eternizadas 🙂

A comilança! Éramos apenas 5 adultos, 2 crianças e um recém-nascido, mas a ceia dava pra uma dúzia, pelo menos!

 

Desejo também que até lá eu já tenha conseguido me adaptar à nova condição e tenha aprendido a gastar minha energia com as coisas certas – só que pra isso, preciso parar de arrumar atividades extra :O|, preciso urgentemente matar esse bicho-de-corpo-inteiro, esse siritutico de fazer mil coisas ao mesmo tempo. Preciso parar de me frustrar por não conseguir mais dar conta de tudo e mais um pouco. Preciso aprender com urgência a não me incomodar tanto com a bagunça, nem com a poeira, ou o farelo de biscoito no chão. Preciso focar nos prazeres da vida e em viver cada dia da melhor e mais agradável forma possível, sem estresse. Enquanto muitos por aí, dentre as decisões de Ano Novo, resolvem que precisam se organizar, eu preciso mesmo é exterminar a alcunha de D. Organizadinha. Isso tudo vai  ser muito difícil… mas eu hei de conseguir, quem viver verá! 🙂

Espero que o Natal de vocês tenha sido de muito amor e paz e que o Ano Novo seja só felicidade!

One Comment

  1. Feliz Ano Novo, flor!! Adorei as fotos – adorei ver como sua casa é clara, de luz natural! Se voce aprender a como relaxar em relação à zona, sujeira e afins, me ensina? Isso tá acabando comigo (e com a familia). A grande diferença é que tambem quero fazer um monte de coisas, mas nao consigo fazer nada alem de me estressar. 😦

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s