mais de outubro

Esqueci de comentar, mas outubro mal começou e já rendeu mais alegrias (alegria de pobre, né? pobre fica feliz com pouco, rs).

Ontem à noite, ao deitar, senti o que há muito tempo não sentia: a boca úmida! Quase não acreditei, mas havia sim um que de saliva na minha boca. Nem comentei nada com o marido – pra não criar expectativa – e fui dormir. Acho que já comentei, né? que estranhamente tenho dormido bem, apesar de todo o estresse, tensão, angústia, tristeza…

Enfim, acordei na manhã seguinte (pela primeira vez em muitos meses, não tive que acordar de madrugada pra beber água) com a boca seca, claro, bebi minha água e levantei pra tocar a vida. Nem cheguei a ficar triste, porque na verdade não acreditei que a sensação gostosa de ter a boca hidratada naturalmente fosse permanecer.

O fato é que no meio do dia, estava eu fazendo a sobrancelha, quando eu sinto a saliva acumular sob a língua – oi? como assim?? – Sim, ela estava lá! Saliva, sua linda! 🙂 Desci correndo as escadas emocionada e contei pro marido :).

Passei boa parte do dia com um conforto maior na boca, mas como tivemos uma festinha à tarde, bati muito papo (fartamente regado à água, claro, senão a voz embarga) e minha boca voltou ao estado árido – alegria de pobre, né, gente? Dura pouquinho, pouquinho.

Mas sabem que, cada vez que eu experimento uma melhora, por menorzinha que seja, eu tenho aquela esperancinha, lá no fundo, de tudo ter sido um grande engano. Mas aí eu lembro do meu ANA nas alturas e volto a colocar os pés no chão – apesar de que, o que eu mais desejo é poder ficar com a cabeca nas nuvens, aliás, acima das nuvens, de cara pro sol e vez por outra descer e colocar os pés, não no chão, mas na água no mar. Mergulhar e voltar pro sol.

Eu sigo sem ter iniciado o tratamento – por enquanto só nas vitaminas, florais e naturais e em breve nos homeopáticos. Mas sei que não poderei adiar por muito mais tempo. Apesar de que, tenho sim a esperança de que tudo isso seja produto do meu estresse, e que assim que eu conseguir começar meu plano de meditação, tudo vai passar. Fé em Deus e pé na tábua.

2 Comments

  1. Oi Erica! Estou atualizando minha leitura dos seus posts e resolvi escrever a respeito da sua situacao e saude. Ja passei por situacoes de muito estresse e tristeza tambem. Entendo o que esta sentindo e sei que eh muito mais facil falar/aconselhar do que sentir realmente o que esta se passando. Voce testou sua tireoide ? Sem querer obviamente questionar os medicos, mas acho que tudo pode estar associado simplesmente ao estresse. Concordo com seus metodos naturais de tratamento (tambem detesto tomar remedio) mas nao descarte um antidepressivo. Me ajudou bastante por um periodo. Tenta relaxar, se distrair, curtir sua familia que, se Deus quiser, os sintomas vao melhorar e a possibilidade de voce ter essa tal sindrome ou outra coisa qualquer vai parecer tao remota. Esses medicos sao mestres em achar coisa aonde nao tem nada e assustam a gente. Ano passado resoveram achar que eu tinha u tumor na cabeca e era um cisto sem
    Importancia. Imagina meu susto! Fica bem. Bjs da sua colega virtual de Michigan. Fernanda

    Curtir

    Responder

    1. Ai, Fernanda, você não faz ideia do quanto eu quero acreditar nisso…
      Sim, já testei minha tireóide – fiz todos os testes possíveis para tentar achar o motivo dos anticorpos antinucleares tão elevados, mas nada foi identificado com certeza – o problema é que os sintomas, que não existiam, começaram a aparecer com força total, aí, por mais que eu queira negar, não dá 😦
      Ainda sigo adiando os tratamentos e tentando investir na meditação, yoga, homeopáticos, florais, vitaminas… mas do jeito que meus cabelos estão ralos, a verdade é que é capaz mesmo que eu tenha além de Sjogrens, Lupus…
      Devo começar os tratamentos neste mês pra ver se o cabelo que me resta pára de cair…
      Erros médicos e diagnósticos errados acontecem o tempo inteiro, eu mesmo conheço alguns casos assustadores (e queria muito acreditar que tudo não passou de um grande engano), mas às vezes os sintomas são muito específicos, aí não dá pra negar 😦
      Mas olha, muito obrigada, de coração pela sua mensagem cheia de carinho, viu? Me senti abraçada!
      Beijo grande pra você!

      Curtir

      Responder

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s