esta minha vida australiana

Sabe aquela pessoa (que não é um guarda de trânsito) que fica na travessia em frente às escolas somente na hora de entrada e saída? No Brasil não existe essa cultura, mas tenho certeza que todo mundo já viu nos filmes americanos a pessoinha com vestes fluorescentes segurando a plaquinha de “stop” em frente às escolas, né não?

Então, o senhor que fica em frente à escola do Vivi é de lua, às vezes tá uma simpatia (especialmente nos dias de sol… se for uma sexta-feira ensolarada então, ele rasga um sorriso de orelha à orelha, rs), mas outras vezes nem olha na sua (minha) cara. Eu nunca sei como agir, se cumprimento ou se passo direto olhando pro iphone (santo iphone! rs)… Já fiquei váaaaarias vezes no vácuo, rs. Parece que ele escolhe quem vai cumprimentar, até porque, não deve ser muito legal falar boa tarde pra cada pessoa que atravessa a rua: “oi, tudo bem?” na ida e “vai com Deus” na volta… isso deve cansar, deixar a garganta seca, rs, então imagino que ele deva contar as pessoas e, sei lá, à cada 15, ele cumprimenta uma 🙂

No Brasil, eu que sempre morei em apartamento, tinha que diariamente passar pela situação do elevador: a pessoa entra, você dá bom dia, ela responde e o silêncio impera (hor-rí-vel!). Pior que isso só puxar papo sobre o tempo – socorro! Eu sempre entrava no elevador, torcendo pra não ter, nem entrar mais ninguém… Agora, pelo menos eu não preciso ficar refém do silêncio do elevador, em vez disso, sigo na incerteza diária se o moço da travessia vai responder ao meu hello.

Noutro dia quando fui levar o Vivi pela manhã, ele sorriu e disse: “finalmente sexta-feira!”, numa empolgação que só as sextas ensolaradas causam nas pessoas de vestes fluorescentes na travessia da escola 🙂

Mas nem sei direito o que eu queria dizer neste post. Ando com os pensamentos desorganizados – problema grave na vida de uma blogueira!

 

Em tempo: tenho quase certeza que essas pessoas que cuidam da travessia dos estudantes são voluntários – sim, porque além de ser um trabalho de no-máximo-estourando, 2 horas por dia, normalmente as pessoas são ou mais velhas ou bem mais novas. Ah, e eu já vi o carro da pessoa de veste fluorescente aqui perto de casa… muito melhor e mais novo que o meu. Não que o meu seja lá essas coisas… o dele é que é bom mesmo 🙂

Enfim, coisas de Austrália, the lucky country 🙂

Um beijo!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s