a primeira vez e a estréia: redundância da boa

Ontem, às vésperas do dia dos namorados, fomos pela primeira vez ao teatro aqui em Melbourne. Sério, gente, após 4 anos aqui, ontem foi a primeira vez que saímos num date à noite na City.

Eu sou completamente apaixonada pela City, acho de um charme inenarrável. Tá, não tem o glamour de Paris, nem a fama de NY, mas é um afago às pupilas, que especialmente à noite se dilatam, não só pelas razões físicas, mas também pra não perder nem um pedacinho do que te (me) rodeia.

Quando chegamos à Melbourne, ainda sem carro, íamos demais ao coração da cidade, mas o tempo foi passando e fui tristemente me rendendo à suburban life, que meu marido acha ótima, rs (bem preguiçoso, rs), mas ontem à noite, recarreguei meu amor pela vida cosmopolitana, pelas luzes da cidade, pela vida, pelo people watch, por caminhar e pegar o trem (mesmo no frio, brrrr) ao invés de entrar no conforto do carro quentinho. Ontem à noite, me senti um pouco Erica novametne 🙂

Fomos assistir a pré-estréia do musical KingKong, que gente, achei fantástico! Tá, eu sou bem suspeita, porque sempre adorei musicais, mas este me sacudiu, adorei tudo, achei de uma perfeição incrível. Quem tiver a oportunidade, recomendo! Não há espaço pra arrependimento, garanto.

Gostei tanto que nem o fato do maridon ter comprado ingressos quase na cozinha (!!!) interferiu no meu julgamento – Como ele mesmo disse (um pouco envergonhado): “daqui a gente vê bem a cara do King Kong”, rsrs

Mas tudo bem, valeu super a pena e o Dr. Palmeira ainda ficou no débito comigo, prometeu que da próxima vez, comprará lugares mais apropriados, rs. Quem sabe, da próxima vez, a gente também não abusa mais da tia Flá e do tio Lu, que ficaram baby sitting os boys, e emenda num barzinho ou sai pra jantar? Tô com saudade de dizer que a noite é uma criança, rsE nessas horas eu penso: é… se eu tiver o terceiro filho, programas como este só daqui outros 4 anos… Talvez seja melhor mesmo eu engolir minha vontade, aceitar que serei mãe de dois apenas, que nunca ficarei grávida novamente e abraçar a ideia de voltar a ter uma vida social sem as crianças – não sempre, porque eu morro de saudade deles, mas vez por outra é até saudável, né? 🙂

Enfim, esperamos uma pré-estréia mundial pra (re)estrear nossa vida de casal social. Espero que isso valha como “pé direito” 🙂

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s