Como administrar?

Pobre The Jump, entregue às baratas. Mais de um mês e nem um post, nenhuma história, nem uma fotita solitária – e, acreditem, não foi por falta de acontecimentos.

A verdade verdadeira é que tá complicada essa história de administrar (e manter em dia) casa, crianças, marido, blog pessoal e HomeSweetener (isso pra não falar da minha auto-manutenção, que, coitada, já nem existe mais). Mas a culpa mesmo é desse último (antes dos parênteses), que por incrível que pareça devora todo o meu tempo “livre”. A pessoa idealiza, pesquisa, executa, fotografa o passo-a-passo, photoshopa, monta no illustrator, escreve post, agenda, faz small talk na fanpage, anuncia nos grupos afins – faz mais small talk, senta pra desenhar (às vezes  à mão, às vezes no computador), pesquisa outras coisas, tem outras ideias, faz estampa pra almofada, cuida das plantas que resolveu trazer pra dentro de casa e quando vai ver a semana passou, o mês acabou e aquelas fotos da família que foram tiradas no fim de semana, ou aquele momento engraçadinho com as crianças, tudo ficou pra trás, sem nenhum registro oficial.

Aí, você, que não tem blog pergunta: ué? qual o problema?

O problema é que a idéia central de se ter um blog pessoal – pelo menos pra mim – é fazer dele um diário de acontecimentos, um livro de histórias, um álbum de lembranças dispostas em ordem cronológicas e escritas no calor do momento, pra que um dia lá, na frente, a gente possa folhear (folhear sim, porque eu transformo meus blogs em fascículos impressos) e reviver o passado, relembrar nossa trajetória e dividir com a família e os amigos os momentos que passamos.

Nosso primeiro blog oficial, o Um em Dois, nós transformamos em livro e é uma delícia poder folheá-lo.

O  The Jump, em breve terá seus primeiros fascículos impressos e por isso, me sinto na obrigação de dar sequência… até quando, eu não sei. Talvez até quando os meninos crescerem, saírem de casa e eu e o marido sairmos por aí viajando (aí talvez eu inicie um blog de vida itinerante, rs). Enfim, blogar, desde que saí do Brasil, é parte da minha vida, parte do que eu sou – e eu sou alguém que escreve e que fotografa tudo o que a mente quer guardar, pra poder compartilhar. Mas o fato é que tenho sido muito negligente…

Então, pra que mais tarde eu não venha me arrepender, esta segunda semana de abril, o HomeSweetener vai descansar pra que eu possa colocar em dia “o pulo do cangurú” 🙂

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s