água da torneira e número desconhecido

Eu (quase) nunca atendo número desconhecido, mas hoje atendi e quando o cara do outro lado perguntou “how are you?” eu soube: era furada!

Respondi com um “good?”e silenciei. Ao que ele deu sequência me garantindo que não se tratava de um vendedor, mas sim de uma breve pesquisa.

Bem, nunca saberei como termina  a pesquisa, já que desliguei na cara do cidadão quando ele começou a fazer perguntas pessoais, mesmo após ter feito o que seria a última pergunta. Entretanto, ainda assim, a tal da pesquisa mexeu comigo e me deixou com a pulga atrás da orelha.

Foi assim:

Cara do outro lado: você bebe água da torneira, filtrada, mineral, fervida…?

Eu: da torneira

C: Você sente algum cheio ou gosto na água que bebe?

E: (ahn???) não (mentira! eu sinto gostos diferentes em várias águas, inclusive as minerais… mão eu queria ser o mais breve possível)

C: Você notou alguma diferença na água da sua casa nos últimos 12 meses?

E: não (como assim?)

C: agora só mais uma pergunta pra encerrarmos…

E: okay…

C: você se importa de beber água reciclada?

E: (whaaaaaaaaaaat?!?!??!?!) não tenho opinião formada, nunca pensei no assunto (resposta dada com a voz da indiferença,mas por dentro eu estava: whaaaaaaaaaaaaaat?!?!?!?)

E ele continuou – mesmo tendo dito que esta seria a última pergunta!

C: você tem mais que 18 anos?

Aí, eu já sem paciência e perturbada com a pegunta da água reciclada, respondi:

E: não.

C: você tem mais que 18 anos?

E: não.

C: você tem MAIS que DEZOITO anos?

(sim, ele perguntou 3 vezes)

E: pi-pi-pi

Caraca! Além de 1.ter me deixado com a “orelha atrás da pulga” com a tal da água reciclada, 2.me enrolou quando  disse que a pergunta da água reciclada seria a última e 3.começou a fazer perguntas pessoais?

Ah, desliguei mesmo! E que não me ligue novamente.

Agora fico eu aqui me martirizando por beber e dar água da torneira pros meus filhos… Logo eu que passei 5 anos nos EUA comprando água engarrafada, mesmo os nativos de Bloomington me jurando de pés juntos que a água era boa. Logo eu que no primeiro ano de Austrália filtrava água e não conseguia de maneira nenhuma beber água direto da torneira. Logo eu que custei, mas acabei me rendendo e me adaptando à meleca da cultura da água da torneira. Agora tô aqui, sentindo as amebas nadando dentro de mim e enxergando meus filhos barrigudinhos cheios de verme por causa da água que eu não filtro mais.

Preciso dizer que comecei a sentir cheiro ruim na água? Aff!

E mesmo depois de eu ter dado um google no número e descoberto que é de uma companhia que vende filtro, nem assim, consigo  beber a porcaria da água da torneira sem sentir enjôo.

Saco!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s