“Aquela fase” que parece não ter fim

Sempre que a gente tem alguma reclamação sobre um filho, ouve alguém dizer: é fase…

E de fato, na maioria das vezes é. O problema é quando a fase se prolonga de tal maneira a tirar qualquer esperança de que um dia vai passar.

“A fase” aqui em casa agora é essa:

Toda vez que eu ou o marido saimos de fininho e deixamos um dos (ou os dois) meninos “sozinhos” no andar de baixo ou de cima, a gente conta até três – se tanto – pra ouvir aquele grito desesperado: “mamãe!!!!! (papai!!!!)”  seguido de pânico, choro e correria, em busca da mãe (do pai) “perdido”.

Meus amigos, isso é um SACO! Um saco grande, de papel, molhado e cheio de pedra dentro.

Sério, às vezes me dá uma vontade danada de sair correndo – literalmente – mas aí eu lembro que eu não gosto de fazer exercício e a vontade passa, rsrs.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s