Vivi e seus 5 aninhos

Gente, aguenta coração! Hoje entrei numa de rever fotos de quando meu Vivisauro tinha apenas um aninho e, nossa, que aperto no coração. Vi um filminho passando em frente aos meus olhos. Um filminho da evolução do meu primogênito. Desde a gravidez até vê-lo se transformando pouco-a-pouco nessa figurinha rara, cheia de personalidade que ele é.

Nesse filminho projetado pelas minhas lembranças, vi o baby Bo pequeninho, ouvi as músicas que a gente inventava pra ele, ouvi também suas gritarias e pirraças de um terrible two que começou bem precocemente. Vi meu pequeno deixar de ser aquele bebezinho parrudinho e emburrado pra se tornar um molequinho magrelinho compridinho e cheio de graça. Nossa, como pode haver tantas mudanças em apenas 5 anos?

Olha, não há dúvida de que minha vida mudou da água por vinho desde que eu me tornei mãe – especialmente por morarmos fora do Brasil e por eu ter decidido prolongar minha, digamos assim, licença maternidade. Mas quando eu olho pra trás não consigo sentir um pingo de arrependimento e muito embora eu hoje esteja meio (ou completamente?) perdida profissionalmente, acreditem: eu faria tudo novamente, igualzinho! Se bem que não, talvez eu não tivesse mandado o Vivi pra creche tão cedo.

Anyway, hoje, meu primeiro meninote tem 5 anos de vida. É um molequinho lindo, cheio de saúde e muito feliz, uma comédia ambulante. Cheio de caras e bocas, Vivizinho é, como eu sempre digo, um artista nato. Vive inventando moda, super criativo e engraçado. Não pode ver uma câmera fotográfica (que expressão antiga, eu heim!), uma filmadora, ou mesmo um iPhone e inicia suas poses e palhaçadas. Adora cantar, dançar, correr e dramatizar (sua vida é um palco). Cheio de energia, só não entendo como pode “não aguentar” pedalar um quarteirão sem reclamar “minhas pernas estão doendo muuuuuito”. Adora uma piscina e acha que sabe nadar, mas ainda é principiante nas artes aquáticas. Na creche, sempre ouço as  teachers contando sobre como o Vivi é engraçado e “loud”! – é, o botãozinho de volume dessa criaturinha quebrou enquanto estava no máximo e nunca mais voltou pro lugar. E apesar de falar tão alto e ser meio abrutalhado, esse meu molequinho é incapaz de arrumar briga no parquinho, ou enfrentar um coleguinha mais abusado – o Vivi é na verdade very soft, extremely kind e tão carinhoso que chega a ser grudento. Sem falar que é pura emoção, chora a toa e se magoa com muita facilidade. Típica personalidade de artista – muito sensível.

Ontem, foi o dia dele. Levamos ao cinema e à loja de brinquedos. Almoçou no McDonald’s (no dia do aniversário pode, né?) e teve bolo de aniversário com velinha número 5 e parabéns no fim do dia.

Tá, a festa de aniversário  mesmo (em conjunto com o irmão) só vai rolar no outro final de semana, mas acho que dá pra deixar aqui um gostinho de como foi seu dia, que segundo o próprio, foi “o melhor birthday da vida dele” rsrsrrr. Então vamos às fotos.

Vai gostar de fazer pose assim lá em casa 🙂

Claro que o Mario e o Luigi não poderiam ficar de fora do parabéns 🙂

Feliz Aniversário pro molequinho mais figura do mundo inteiro! 🙂

E, claro, aguardem, porque ainda tem mais parabéns vindo por aí 😉

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s