tudo ao mesmo tempo

Hoje foi dia de pegar as chaves da casa nova. Dia de fazer a mudança. Dia de começar a adaptar baby Nick na creche – sim, porque o Vivi nem precisa de adaptação (acredita que ele chorou na hora de voltar pra casa??? queria ficar lá, vê se pode?). Enfim, foi um dia cheio de coisas novas, esquentando as turbinas pro nosso Ano Novo, afinal, o carnaval acabou, logo, estamos oficialmente em 2012 ;).

Oh well, vamos por partes…

Pra começar, minhas impressões foram as melhores possíveis e se eu já gostava da creche anterior, esta então é fantástica. Além de todos os pontos positivos da outra escolinha, nesta ainda tem alguns bonus: staff anda uniformizado, cada criança tem seu caderninho de comunicação, não precisamos fornecer nadinha (nem sequer fralda!), o espaço do lado de fora é separado por faixa etária (4 áreas) e planejado de acordo com cada grupo, as salas são super bem planejadas e lotadas dos mais variados brinquedos, as crianças são todas super-super-super sweet, as teacher são um misto de fofas e rigorosas (do jeito que deve ser) e ainda tem uma portuguesa no staff :), o que pode ajudar bastante na adaptação do Nickitito. O menu semanal é um luxo, tudo orgânico e fresquinho. Fizeram questão de avisar que não servem nem pizza, nem chicken nuggets, nem salsicha, ou qualquer junkie food pras crianças e que tudo é preparado diariamente dentro da creche. Claro que a mensalidade é mais carinha, mas gente, vale muito a pena – eu estou adorando! 🙂

Mas a melhor parte do dia ficou por conta da casa nova que, gente, é muito boa. Finalmente acho que chegamos a um meio termo entre localização e espaço. Tá certo que, como já contei, tô mordendo a língua como jamais pensei que pudesse morder (o próximo passo seria falar bem da Barra), afinal a neighbourhood que escolhemos desta vez, nada mais é do que uma réplica, só que em maiores proporções, daquela onde morávamos em Bloomington, ou seja, estritamente casas do mesmo estilo (oh my!), parques, ruas tranquilas e nada, repito, NADA de comércio ao redor. Nada de praia pertinho, nada de trem na porta. Nada de poder ir ao mercado andando em 5 minutos, tampouco dar um pulinho na manicure. Pobre Eriquinha. Entretanto, a Eriquinha aqui está feliz da vida com o espaço da casa e com o fato de estarmos bem em frente a um parquinho. A casa em si é ideal pra nossa not so little family. Tem o espaço perfeito, nem mais nem menos. E, verdade seja dita, nossa nova (and fake) neighbourhood é o lugar ideal pra raise the kids.

Agora é colocar a casa em ordem (o que certamente vai render algum material pro site:)) a base de muita reforma de moveis – porque, gente, os que a gente tem não tem nadinha a ver com a nova morada – de muita criatividade, de um sofá novo e de umas visitinhas básicas a minha boa e velha Ikea (reforçando minha relação de amor e ódio com ela), porque por mais que eu reclame, é impossível abandonar o vício, ainda mais tendo inaugurado uma novinha aqui do ladinho.

Não percam os próximos capítulos da minha saga, colocando em ordem a casa nova 😉

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s