sapatos vermelhos

Uma das diferencas mais marcantes entre uma cidade grande e uma cidadezinha eh o povo.

Por mais que eu seja uma eterna apaixonada pela cidade grande, pela vida cosmopolita, pelo barulhinho bom da civilizacao, pelas ruas habitadas (nao por sem-teto, claro) por um mar de transeuntes que num ir e vir frenetico modificam constantemente a paisagem, por mais que eu adore caminhar pelas calcadas, olhar vitrines, tomar um suco ali na esquina, se ha uma coisa que eu nao suporto eh gente mal educada, ranzinza, mal amada. E toda vez que cruzo com um tipinho desses sinto, sim, saudade da minha pacata Bloomington, onde as pessoas te cumprimentam na rua, onde os lojistas te atendem (ainda que seja por obrigacao) com um largo sorriso e um doce papo furado, tipico de cidadela onde todo mundo conhece todo mundo e se nao conhece, conhece alguem que conhece.

Melbourne eh um lugar fantastico pra se viver, apesar das pessoas.

Bom, nao levem ao peh da letra, porque como tudo nessa vida, sempre existe quem fuja a regra, entretanto, de um modo geral, o povo nas ruas eh bem grosso. Perdi as contas de quantas vezes fui agredida com palavras, quantas vezes fui fulminada com olhares, quantas vezes fui atropelada por esbarroes desnecessarios. Jah passaram por mim reclamando do tamanho do carrinho do meu bebe; jah fui surpreendida com cara feia seguida de um “DON’T SORRY ME!” apos me desculpar por ter quase esbarrado com o carrinho numa senhora; jah tive que ouvir reclamacao por ter demorado um pouco mais pra sair da vaga num shopping lotado. E pra nao dizer que soh acontece comigo, o maridinho tambem jah teve quem gritasse com ele no meio da estacao de trem, e quem lhe desse uma cotovelada sem motivo nenhum, atravessando a rua.

Mas a gente vai levando, neh, afinal de contas, big city eh assim mesmo (pessoas estressadas), eu eh que alem de ser uma pessoa muito bem educada, peguei mania de me desculpar por tudo apos os 5 anos vividos em Bloomington, onde as pessoas sao as nice as one can be. Inclusive, toda vez que vamos ao Rio, de ferias, me irrito com as pessoas que te dao um encontrao e nao se desculpam, ou com aquelas que sao incapazes de substituir a castanha pela banana no crepe, porque sao ordens superiores. Afff!

Mas o fato eh que vez por outra me deparo com seres de alma gentil , thank God. Hoje mesmo no mercado, uma senhora parou bem juntinho de mim e perguntou assim: “voce nao se sente otima de sapatos vermelhos?” E de fato, estava me sentindo otima com minha Melissa vermelha novinha que a mami mandou 🙂
Respondi contente  e ela partiu com um largo sorriso dizendo assim: “eu sei, eu tambem adoro sapatos vermelhos!”

Mas como nao gosto de parecer (nem de ser!) injusta, preciso dizer que pelo menos no mercado aqui perto de casa, os atendentes do caixa, seja homem ou mulher, novo ou velho, sao sempre muito gentis, perguntam da vida, elogiam o bebe, essas coisas que gente de bem com a vida, educada/civilizada faz… Nao que eu seja adepta do small talking, nao me interpretem mal, mas gente, um pouquinho de cordialidade nao faz mal a ninguem, neh?

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s