doente

Familia que adoece unida, permanece unida.

Esta semana, de domingo pra segunda, Vinizinho caiu de febre, febrao mesmo, passou 3 noites com temperaturas altissimas, chegando a 39.5C. Ontem o levei a nossa family doctor, que apos dar uma rapida olhada no ouvidinho dele, jah me adiantou: ele nao estah nada bem. Prosseguiu a consulta, olhando garganta, olhos, auscutando o pulmaozinho e o veredito final foi que o bichinho, tadinho, deveria entrar o quanto antes no antibiotico. Ouvido e garganta inflamados, olhinhos em brasa e lacrimejando, peito congestionado, febre, lerdinho como eu NUNCA vi, pacote completo.

Claro que o Mauri entrou na danca e eu estou entrando tambem, o que muito me preocupa, jah que contrair uma gripe (??) dessas na reta final da gestacao nao eh nada aconselhavel e pelo andar da carruagem, terei eu tambem que entrar no antibiotico, pra evitar que baby Nick chegue ao mundo jah prejudicado.

E olha que a gente tenta se precaver, nem passeios ao ar livre temos feito, pra evitar pegar vento, ou uma friagem. Mas a verdade eh que nao adianta e quando tem que ser, eh, e se Maome nao vai a montanha, a montanha vem a Maome. A bacteria nos encontrou e aqui estamos os tres numa situacao de dar pena.

Tomara que a trigesima-setima semana seja melhor, afinal, falta muito pouco pro Dia D e ateh lah eu tenho que estar pelo menos um pouco descansada, disposta pra maratona que se aproxima.

ele sonha em ingles

Eh meio triste ver que meu filhotinho inconscientemente escolheu o ingles como primeira lingua. Sim, porque apesar dele falar e entender muito bem o portugues, sempre tenta primeiro a versao em ingles. Ultimamente ateh dormindo, as frases que ele pronuncia sao todas em ingles, eu disse, TODAS! Minha esperanca eh que com meus pais e a Juju vindo passar uma temporada aqui, ele vah se acostumar a falar mais em portugues.

36 weeks

Mais uma semana e baby Nick serah full term. Frio na barriga? Imagina…

Queria deixar bem claro que, pelo menos no meu caso, o fato de jah ter passado por isso antes nao me deixa, de modo algum, mais tranquila com relacao ao parto. Muito pelo contrario. Como minha experiencia nao foi das mais tranquilas, estou um pouco nervosa demais. Nao gosto de pensar no assunto, nao quero fazer nenhum birth plan, ateh porque na hora H, tenho certeza que vou mudar de ideia.

Se voce me perguntar hoje, como eu quero conduzir meu parto, vou te dizer insanamente, que sem anestesia, jah que minha primeira experiencia me fez ver que eh bem dificil fazer forca sem sentir nada abaixo da cintura. Entretanto, on a second thought, lembro perfeitamente da dor insana que senti, ateh resolverem me dar a anestesia, lembro da falta de controle dos movimentos, da vontade de bater com a cabeca na parede, de xingar todo mundo a minha volta, jogar cada pessoa que via contra a parede. Lembro disso tao nitidamente, que parece ter sido ontem. Mas sou uma pessoa contida, infelizmente, nem gritar gritei, soh me contorcia. Desta vez, entretanto, haha, se eu realmente decidir ir em frente  sem a tal anestesia, quem estiver comigo que prepare seus ouvidos, porque pode ser que pela primeira vez ever me ouca berrar, xingar, go nuts.

Bom, mas de hoje ateh eu entrar em trabalho de parto, muita agua vai rolar, e pode ser que eu mude de ideia mais umas 30 vezes, entao nao quero me precipitar e me comprometer com um plano. Vou deixar a onda me levar… ateh porque, pro nascimento do Vini tinha tudo preparado, tudo escrito, especificado e no fim das contas, parece que ninguem leu meu birth plan. 

Mas chega disso for now

Esta semana tive mais uma consulta com a midwife e tambem uma com a fisioterapeuta, pra tentar administrar as dores infernais que ando sentindo desde a metade da gestacao e que se dependesse da minha GP, continuaria sem atencao, jah que segundo ela, “there’s nothing to do”. Bom, pelo visto minha parteira nao concorda e apesar de saber que nao ha remedio que cure, ha, sim, meios de amenizar, ateh porque, imaginem como deve ser infinitamente pior o pacote contracoes-dores pelvicas! Entretanto, a parteira que me atendeu desta vez mostrou-se bem tranquila e me assegurou que as dores que eu venho sentindo nao me atrapalharao no parto, jah que as contracoes sao infinitamente mais dolorosas. Acho entao que posso ficar tranquila =O|

Devo dizer que no ponto em que me encontro o que mata mesmo eh a ansiedade, desta vez nem tanto pra ver o rostinho do baby, mas pra me livrar dessa angustia da incerteza de como serah o parto, pra me ver livre dessa parte sofrida do processo e ter logo meu baby Nick nos bracos (me livrando do peso da gigante barriga), sem precisar para tanto usar vacuum nem forceps, tampouco cesariana.

Vamos ver o que acontece… enquanto isso, minha nada singela barriga segue aumentando a ponto da pele estar transparente de tao esticada. Surreal ver todas as veias da barriga pulando pra fora, surreal sentir que nao ha mais pra onde a pele esticar. Mas surreal mesmo vai ser olhar pra como a barriga vai ficar depois que o baby sair. Jah consigo ateh ver a situacao medonha de uma barriga caida, bem pior que da primeira vez. Quanto tempo serah que levarah desta vez pra tudo voltar pro lugar? Pior, serah que tudo voltarah pro lugar? Afff… sao tantas incognitas….

queria muito, mas nao fiz

Como jah contei aqui, eu tinha planos pra essa gravidez, coisas que eu queria muito fazer mas o tempo foi passando e nao fiz.

Queria ter tido uma alimentacao mais balanceada, mas meus enjoos nao permitiram. Queria ter continuados minhas caminhadas matinais, mas o frio nao permitiu. Queria ter feito minhas fotos de gravida, mas o precinho surreal nao permitiu (po, a sessao ateh que eh baratinha, mas cada ampliacao 10×15 custa mais de 300 dolares!). Queria ter feito yoga, mas… vah lah, o desanimo bateu.

Hoje, caminhando para as 36 semanas, nao sinto mais enjoos e ateh carne vermelha voltei a comer recentemente. O frio continua e ainda que quente estivesse, o plano da caminhada teria sido interrompido anyway porque as dores sao intensas e ininterruptas, entretanto, subo e desco escada o dia inteiro, cato os brinquedos que o Vivi espalha pela casa, ponho e tiro roupas das maquinas de lavar e secar… e pelo menos duas vezes na semana bato perna no shopping por horas a fio (tudo com muito sacrificio, devo ressaltar). Apesar de nao ter feito as desejadas fotos de gravida com um profissional, tenho registrado semana a semana o desenrolar da gravidez (alem do mais, sempre existe a possibilidade da terceira gravidez pra realizar o meu desejo das fotos, hehehe). E a yoga? Ah, a yoga ainda estah nos planos e se eu conseguir juntar energia, serah ela a minha aliada na volta a forma pos-parto. Tem um estudio aqui pertinho de casa, o que jah eh um comeco. O precinho nao ajuda, mas algo me diz que pode valer a pena.