nao era o de 3 rodas!!!

Depois de passar HORAS tentando chegar a pagina do checkout (que se recusava a abrir), finalmente consegui fazer meu pedido na BabyZone. Como de costume, imediatamente a conclusao da compra, recebo um email com a confirmacao e os detalhes, soh que, “Peraih! Comprei o carrinho errado!!!! Eu queria o de quatro rodinhas, nao o de tres! Ai ai ai, meus caracois!”. No mesmo minuto liguei pro telefone que aparecia no email e, minha gente, que esquisito!
Pra comecar, atende uma mocinha, dizendo o nome da loja (pelo menos isso) e perguntando no que poderia ser util. Ao fundo eu ouvia vozes, como se fosse na sala da casa dela e nao numa empresa do porte que parecia ser esta (Australia’s leading Baby Shop and online Baby Store). Comecou meu frio na barriga. Dando sequencia, explico pra mocinha o engano e ela pede meu nome (sim, o nome e nao o numero de referencia). Dou o nome e ela confirma os itens do pedido. Okay. Digo a ela qual o modelo correto, ao que ela prontamente me responde: “Ok, eu posso efetuar a alteracao sem problemas”. Eu agradeco e assim termina a ligacao.
Nada de me fazer aguardar na linha, nada de musiquinha de fundo, nada de me transferir pro outro setor, nada de nada. O procedimento  de call center mais simples ever! Eh ou nao eh pra ficar com a pulga atras da orelha? Bom, eu to!
Agora eh esperar o email com meu tracking number e rezar pra que as compras cheguem =O|

Em tempo: Nos EUA, eu costumava comprar tudo pela internet, sem medo algum, tudo rapido, seguro e simples. jah na hora de fazer alguma alteracao na compra, ou tirar alguma duvida, o tempo das ligacoes era infinito, passa daqui pra lah e tome de espera, mas no fim, tudo dava sempre certinho. Aqui, esta minha primeira experiencia de compradora online foi inversa: a parte da internet foi tensa, looooonga e cheia de bugs pelo caminho, jah a ligacao foi tao descomplicada que me faz pensar se no final tudo vai dar certo mesmo.

mais uma do vini

Nosso molequinho estah, a cada dia, com mais novidades e dessa vez comecou com um tal de “I am not your friend ever ever again!”. Fala isso o tempo TODO. Claro que nao dura muito e 10 segundos apos cortar relacoes, pergunta: “My friend?” com vozinha de pidao. O problema eh que assim que voce concorda em ser seu amigo novamente, ele volta a recusar sua amizade e assim passamos o dia, brigando e reconciliando. Algumas vezes ele repete em carreirinha que nao eh mais nosso amigo e se a gente concorda, ele fica extremamente magoado e abre o berreiro (vai entender!). Outras vezes ele briga, por exemplo, com o papai e vai pra perto da mamae, dizendo: “mamae is my friend!”. Uma figura. Soh que, vou te contar, como toda (ou quase toda) crianca dessa idade, ele eh compulsivo e enche a paciencia com as novidades que arruma. Impressionante a capacidade que essas criancas tem de ser repetitivas. Eu, quando tenho que falar a mesma coisa varias vezes fico ateh sem ar, jah ele, nao se cansa nunca – ever, ever! =)

jah que maomeh nao vai a montanha…

A montanha vai a Maomeh!

Na impossibilidade de sair pra resolver o enxoval do baby Nick, resolvi comecar as comprinhas pela internet mesmo, ateh porque, algumas coisas eu jah chequei pessoalmente, entao nao terei surpresas ao receber os pacotes. Claro que certos artigos eu terei que ir pessoalmente, ver mexer, analisar, entretando, comprar coisas como carrinho, car seat, bouncer, banheira+change table…. pela internet jah vai dar uma boa adiantada na minha vida, sem falar que eh menos volume pra eu sair carregando por aih (a situacao estah tao preta, que ateh empurrar carrinho de compras estah dificil! Ainda mais esses australianos que nao andam em linha reta… aff…)

Enfim, foi dada a largada e meu carrinho virtual estah ficando bem cheio – ainda mais depois que achei um site com super promocoes!

Claro que comprar pela internet nao eh tao legal como comprar ao vivo, mas certametne eh menos cansativo…

compartilhando

Ainda nao completamos uma semana de casa nova e a bagunca ainda estah no ar, jah que anda bem dificil organizar a casa me sentindo tao pesada e com tantas dores. O pobre do marido, quando chega do trabalho, aos pouquinhos vai fazendo uma coisa aqui, outra ali enquanto eu, inutilizada, fico praticamente inerte. Claro que isso vai mudar e eu voltarei a ativa, mas preciso antes descansar o corpo da empreitada da semana passada.
Enfim, o ponto eh que o quarto grande da casa, que serah transformado em quarto de visitas/escritorio/quarto de brinquedos, no memento eh o quarto da bagunca do Vini e todos (eu disse, TODOS!) os brinquedos do molequinho estao espalhados pelo chao, mais parece um campo minado. Com todos os “binquendinhos” a vista, vieram a tona os bichinhos que enfeitavam o quartinho do Vini-baby laaaaaaah em Bloomington. Pois bem, quando avistei a cegonha que carrega um embrulhinho, peguei logo antes que entrasse na bagunca e disse “esse eh do irmaozinho, tah bem?”, ao que ele imediatamente retrucou: “NAO! TUDO MEU!”. O que nos resta fazer numa hora dessas? Mudar de estrategia, e foi isso que fiz: “Mas Vini, seu irmaozinho nao tem nenhum brinquedinho, dah esse pra ele?” Ele pensou, pensou, me entregou a cegonha e disse “esse eh do imaoginho” ao que eu agradeci e disse que o irmaozinho havia ficado muito feliz. Okay, vitoria!
Na manha seguinte, todos os bichinhos (os da epoca do baby-Vini) que ele encontrou, levou pra mim, dizendo: “esse eh do imaoginho”. Fofo, neh? Serah que ele estah aprendendo a compartilhar ou soh estah fazendo isso porque o irmaozinho ainda nao estah a vista? Well, well, well, isto soh vamos saber em dois meses, quando o baby Nick der as caras..

acorda, papai!

Essa uma das frases preferidas do Vini. E pra quem acha que ele diz isso ao acordar, nananinanao!
Tudo comecou porque nosso nem-tao-pequeno deu pra ignorar solenemente (quando o convem, claro) quando chamamos sua atencao. Muitas vezes, parece que estamos falando com a parede: “Vini, Vini, tah me ouvindo? Vini, mamae (papai) tah falando com voce. Vini, nao faca isso…” Essas frases normalmente batem e voltam, sem que obtenhamos a menor reacao da figurinha. Isso ateh o marido lancar mao do “acorda, Vini!” na tentativa de tira-lo do “transe” no qual ele propositadamente entra pra poder continuar a fazer o que nao deve (reparem, nao eh como se ele ficasse parado olhando pro nada, nao nao nao, ele segue a vida fazendo arte, apenas ignora nosso chamado).
Nao deu outra, agora, toda vez que estamos conversando (eu e o marido) e o pequeno se mete no meio, querendo atencao, ele solta essa: “acorda, papai (mamae)!!!!” e repete quantas vezes forem necessarias ateh que consiga o que quer – atrapalhar a conversa. Eu muitas vezes nao consigo me controlar e tenho crises de riso – eh muito engracado! =) O danadinho nao eh facil e sempre arruma um jeito de ter as atencoes completamente voltadas pra ele. Soh que essa mamata vai acabar… baby Nick vem aih!
O que eu sei eh que Vinizinho nao suporta me ver conversando com o marido e, especialmente se estivermos no carro, ele faz de tudo pra interromper a conversa e vai do “acorda, papai (mamae)” ateh o “xiiiii, be quiet!”. Uma figurinha irritante e engracada 🙂
Soh quero ver o que vai acontecer daqui a dois meses (!!!!!!!!!) quando o ‘imaoginho’ chegar….

pra comecar o dia…

Eh, nao tem jeito, nao tenho mais pra onde fugir, tenho que disciplinar minha alimentacao e para tanto iniciei o movimento: “racao em acao”. Como o nome bem sugere, nao eh nada divertido, mas nao tenho mais alternativas senao me render a um comeco de dia regado a uma mistura de racaozinha de fibra + iogurte Light (afinal, tenho que economizar no acucar e nas calorias, jah que meu consumo de doces jah eh alto) + papaya (ou damascos secos).
Vou contar pra voces, a racaozinha de fibra que eu comprei tem um gosto horrivel, que nem o iogurte e as frutas que eu misturo nela tiram o gosto eca. Mas, que remedio?

essa merece um post!

Faz umas duas semanas, um amigo querido postou fotos passo-a-passo da confeccao do pe de moleque. Pois bem, fiquei com a boca cheia d’agua, obvio, mas a parte nao obvia e deliciosa eh que ele, cheio de amor no coracao, mandou de Bloomingon (cidade do coracao e terra natal do Vini, lah no pais do tio Sam) aqui pra Melbourne um pacote dessa delicia.

Demorei um pouquinho pra ter acesso ao pacote, porque em funcao da mudanca, nunca tinha tempo de ir ateh o correio buscar a encomenda. Na verdade, na verdade, meus pes de moleque chegaram na casa nova um dia antes da gente, no ultimo dia 22 e soh hoje, 28 consegui ir ao correio.

Agora, vou falar pra voces, QUE DELICIA!!!! To aqui me controlando pra nao devorar tudo de uma vez, primeiro porque tenho que deixar um pedacinho pros meninos e segundo porque nao posso mais comer tanto doce assim. Mas que sacrificio!!

Renatinho do meu coracao, muuuuuuuito obrigada pelo carinho, boa vontade e pe de moleque. You rock!