16 weeks

Algo inusitado aconteceu neste fim de semana e, acreditem ou nao, minha barriga diminuiu!
Tah certo que ela vinha crescendo de forma assustadora, e ateh imaginei que fosse dar uma estagnada, mas diminuir??!?!
No sabado – dia de completar semanas – acordei e logo vi que o formato estava diferente, menos protuberante (claro que a barriga ainda estah aqui, nao sumiu, soh diminuiu), mas fiquei na minha e toquei o dia. Passadas umas horas, maridinho faz o comentario: “sua barriga diminuiu ou eh impressao minha?”. Pronto, estava oficializada a reducao da melancia. O que eh estranho, muito estranho…
Deixando a esquisitisse de lado, sabem o que mais aconteceu? Assim, da noite pro dia, ao completar o ciclo das 16 semanas, meus enjoos levantaram ancora e partiram. Nao sou de cantar vitoria antes do tempo, mas nesse caso, nao resisto, eh mais forte que eu, acho que finalmente estou livre deles!!!!
Claro, nao vao tambem achar que voltei ao normal – ateh porque, estou em estado interessante – e ainda nao fiz as pazes com a carne vermelha, com a salada e, acreditem, nem com o chocolate. Mas, como deixei de ser assombrada pelos enjoos, dei tudo de mim, comi um pedacinho de picanha no domingo – forcada, obviamente, sem vontade nenhuma, mas comi. Resultado: Soh tentarei comer picanha novamente daqui a uns 2 meses. O cheiro de carne ainda me embrulha o estomago, assim como a cara da salada. Agora, quanto ao chocolate, hummm, eh puro desinteresse – eh muito estranho escrever isso!
As vezes tento comer um pedacinho, mas nao me sinto motivada pra continuar. Acho que como mesmo pelo acucar – substituiria, sem pestanejar, o chocolate pelo leite condensado =)
Mas, reclamar do que? Eu sei eh que hoje, as dezesseis semanas e dois dias, acordei sem sentir aquele enjoo chato, nem o amargo na boca e isso eh impagavel! Mas como nao dah pra falar de rosas sem tocar nos espinhos, a azia vem aumentando, tomando o “vazio” deixado pelos enjoos, oh vida…

aconteceu novamente

Fazia muito tempo que isso nao acontecia, mas eis que na ultima terca-feira de manha cortaram nossa grama!
Quando nos mudamos pra cah, lembro que durante os dois primeiros meses, tivemos a grama do jardim da frente aparada com frequencia. Cheguei ateh achar que estava incluido no aluguel – mas nao, claro que nao estava… foi pura compaixao alheia – ou terah sido engano?
O fato eh que aconteceu novamente e desta vez me senti ainda mais envergonhada porque o matagal estava serio, os tufos que saiam entre os degrauzinhos de acesso batiam na canela.
O que eu sei eh que o rapaz que vem cortar a grama dos vizinhos, apos concluir seu trabalho, deu, digamos assim, uma moral (que expressao chuleh!) pro nosso jardim.
O que eu nao sei eh se foi iniciativa propria, ou pedido de algum vizinho, que pode ter achado (com razao) que a aparencia da nossa floresta particular estava denegrindo a imagem da vila… Shame, shame, shame!

livros e gelatina

Eh engracado notar o quao rapido as coisas mudam na vidinha de uma crianca. Seus gostos, preferencias, medos, atitudes, tudo muda o tempo todo.
O Vini ateh bem pouco tempo nao tinha a menor paciencia pra livros – e olha que tento inseri-lo no mundo da leitura desde bem pequenininho – sempre que eu tentava lhe contar uma estorinha, ele jogava o livro longe.
O mesmo acontecia cada vez que eu tentava oferecer gelatina. Sempre recusava, nao havia maneira de faze-lo comer a dita-cuja.
Entretanto eh importante perseverar. Vejam voces, hoje, meu pequeno ADORA livros. Tem dias que me faz ler todos os que tem, varias vezes. Jah li tanto, que ele jah decorou algumas palavras em certas paginas 🙂 Muito fofo!
No ultimo final de semana, cismou com um livro do Rei Leao e assim que bateu os olhos nele, comecou a se desvencilhar do carrinho e repetir desesperadamente: “book leao, book leao!” Ideia fixa! Compramos o book leao :), que, claro, virou febre! O mais divertido eh ve-lo carregando o book leao pra toda parte, seja pra festinha, seja pro shopping, pro restaurante, ou mesmo pro parquinho; onde ele vai, o book leao vai atras 🙂
Quanto a gelatina, ontem a noite sentei no sofa para tranquilamente (e sem socio!) comer a minha, mas, claro, minha tranquilidade nao durou nem 2 segundos e Vinizinho se aprochegou abrindo a boca. Ofereci uma colherada e ele aceitou. Aceitou, fez uma cara de sapeca e gostou 🙂 Desconfio que ele achou a gelatina engracada, textura diferente, geladinha. O que eu sei eh que enterrou a caretinha no meu potinho de gelatina. Mais uma vez, eh importante nao desistir, seja o livro, a gelatina, o brocolis ou o agriao. Nao precisa insistir muito na hora, mas volte sempre a tentar, que seja um mes depois, como se fosse a primeira vez, porque uma coisa eh certa, os gostos mudam e mudam com uma velocidade assustadora!

coco vaso!

Ontem o Vini foi ao banheiro umas quatro vezes depois de chegar em casa. Foi ao banheiro mesmo. Pediu pra usar o vaso e de fato o usou, com direito a um cocozinho na ultima pedida.

Beleza, cheguei na creche hoje e avisei a Stacy: “Ontem o Vini chegou em casa e usou o banheiro 4 vezes. Entao eh capaz dele querer usar de novo hoje.” Enfim, pra elas ficarem ligadas que ele ia falar “coco, vaso”. No que ela responde “Ah, ontem mesmo ele usou varias vezes!” Fiquei surpreso. E ela “Sim, fez uns 3 cocos.A poo machine!” E eu 😮 “Mas no vaso???” E ela “Nao. Na fralda…”

Ou seja, nossa amiga Stacy pensa que eu sou maluco…que saio falando por aih como se fosse uma novidade que meu filho faz xixi e coco…tudo bem que a gente baba na cria, mas menos, ne?

comportamentos inexplicaveis

Dia desses, Vini veio me pedir um brinquedo que estava dentro do armario e eu, desempenhando meu papel de mae-educadora, disse: “tah, mas primeiro, voce tem que catar todos os bloquinhos que voce espalhou pela sala”. Na hora minha surpresa foi que, sem reclamar, ele deu meia-volta em direcao a sala e aparententente estava fazendo o servico. Cheguei na sala e nao vi um bloquinho sequer pelo chao. Otimo, neh?
O problema eh que alegria de pobre dura pouco e no segundo seguinte, antes mesmo de eu ter tempo de elogia-lo, olho pro baldinho dos blocos e vejo um completo e absoluto VAZIO!
Sabem onde todos os bloquinhos foram parar?? De baixo do sofa! Todos eles devidamente escondidos.
Agora fica a pergunta: Com quem esse menino aprendeu a jogar a sujeira pra baixo do tapete?

licao do dia

Antes de colocar a maquina de lavar pra bater, verifique todos os cantos da casa.

Hoje, por exemplo, quando a lavagem jah estava no fim, encontrei, no cantinho entre o sofah e a parede, uma bermuda e uma blusa do Vivi. Poderia culpa-lo, mas seria injusto, neh, marido? =P

15 weeks

Eh isso aih, 15 semanas. Tres meses e meio com barriga de seis meses e meio! E como jah eh costumeiro, vamos as reclamacoes, ops, informacoes da semana 🙂
Dormir estah bem complicado, e mesmo estando no iniciozinho, tem sido muito dificil arrumar uma posicao menos desconfortavel pra passar a noite. Minhas madrugadas tem sido assim: tenho direito a 30 cm de cama e pra completar, meu filhotinho querido gruda em mim e solta todo o peso mesmo! Fico pressionada por ele de um lado e me equilibrando do outro pra nao cair da cama, gostoso, neh? Pra completar o quadro de gostosuras, sabem aquela dor nos quadris que geralmente aparece no finalzinho da gravidez, quando os ossos estao abrindo pra dar passagem ao bebe? Pois eh, pasmem mas JAH ESTOU SENTINDO! Viro de um lado pro outro a noite inteira – agora tentem imaginar fazer isso tendo apenas 30 cm disponiveis…
Tah pouco? Entao aqui vai mais: meu umbigo, nao satisfeito em pular pra fora ainda no segundo mes de gestacao, agora doi. Isso mesmo, doi! Desconfio que esteja se formando uma hernia, bacana, neh? To bem feliz com isso…

************

No sabado levamos o Vini ao aniversario de duas criancas (brasileiras) e o que eu mais ouvi foi: “Nossa, como sua barriga tah grande! Achei que voce estivesse no comecinho da gravidez.” E quando eu confirmava que estava apenas na decima-quinta semana, arregalavam os olhos e alguns perguntavam se eram gemeos. O fato eh que eh unanime, TODOS acham que o tamanho da barriga nao condiz com minhas meras15 semanas. Bom, uma coisa eh a dona da barriga achar isso (parece que a gente sempre acha que estah maior do que realmente estah), outra coisa eh o resto do mundo concordar e, pior, arregalar os olhos. Assustador!
A boa noticia (sim, tenho uma boa noticia!!!!) eh que na festinha, conversando com uma das brasileiras, mae de dois, um menino de quase 4 e uma bebezinha de 6 meses, descobri que ela teve ambos no meu amigo Sandy e que amou a experiencia! Soh falou coisas marailhosas de lah. Um grande alivio pra mim. Fiquei bem mais confiante e extremamente feliz 🙂

************

Ah sim, to resfriada.

e ontem foi dia de medico

***escrito aos 17 de marco***

Mais uma vez, respiro fundo, fecho os olhos e entro nas instalacoes do meu amigo Sandy. Uma quase infinita linha verde me conduz ao setor onde os medicos atendem e chegando lah, comeca a espera.
A espera – parte I
Entro na primeira salinha, cheia de gravidas, pego minha senha, sento e me ponho a esperar. Opa! Chamaram meu numero! Vou ter com a recepcionista, que apos meia duzia de palavras, pega o meu cartao do Medicare e me encaminha… para a outra sala de espera.
A espera – parte II
Jah na segunda sala de espera, vejo rostos “conhecidos” da primeira. Muitas barrigas e todas elas fizeram a minha parecer, nao mediocre (porque mediocre jah seria um avanco!) mas insignificante :). Confesso que ver uma colega indiana exibindo uma mega barriga as meras 21 semanas me fez sentir melhor. Se bem que ela pode estar esperando gemeos, vai saber!
Enfim, tome de esperar. Ateh que surge uma mocinha (nos seus 50 e poucos) me chamando. Pensei: serah possivel?? Minha vez?? Hmmm, quase… ela queria apenas pegar meu historico e dizer que jah jah seria atendida. Jah jah? Sei…
E tome de esperar.
Agora sim, de volta, a mesma mocinha, que na verdade era uma das simpaticas parteiras, me conduz a salinha dela, onde a postos estava um estudante de medicina, fazendo estagio (claro que com nossa autorizacao).
Conversa vai, conversa vem, por lah ficamos muito tempo discorrendo sobre todos os pontos possiveis ateh que enfim sou reencaminhada para a jah familiar segunda sala de espera. Desta vez, a espera da doutora medica :
Ah sim, a parteira eh tao atenciosa e detalhista que ligou pro laboratorio onde fiz exames de sangue no fim do ano, antes de engravidar, pra checar os resultados, os quais, vejam voces, indicavam que jah naquela epoca estava com as quantidades de ferro abaixo do minimo. Na epoca minha GP nao deu importancia ao fato e apenas me disse que se eu quisesse poderia tomar um suplemento de ferro. Como nao tomei, obvio que a esta altura estou praticamente ferro-free :(. Mas fiquei contente com a preocupacao/competencia da minha amiga parteira 🙂
A espera – parte III
Espera, espera, espera. Ainda bem, estava passando o show da Ellen na TV, o que fez o processo ser menos cansativo. E eis que finalmente, surge a medica, devidamente acompanhada do nosso jah camarada estudante e me chama para a salinha final.
Numa consulta breve e, sinceramente, dispensavel, a doutora (que descobri ser amiga da miha GP) passa os olhos apressados pela minha ficha, ouve os batimentos do baby (que como sempre, me emocionaram… nem tanto ao papai, hehe) e checa o utero. Me faz umas perguntas, dentre as quais, uma eu nao entendo (sotaque carregado!), deduzo errado e, obviamente dou uma resposta nada a ver (como se me perguntasse se eu gosto mais de laranja ou banana e eu respondesse “1980”…). Precisou o simpatico estudante repetir com seu sotaque chines (ou coisa que o valha) pra eu entender.

A maratona estava quase no final. Depois dali, fiz enfim meu primeiro exame de urina e marquei ali mesmo, no meu querido Sandy (oh vida), minha segunda e ultima ultra, que farei as 20 semanas, logo antes da minha proxima consulta, que infelizmente serah novamente com um medico, jah que permaneco na fila de espera pelo atendimento 5 estrelas com as parteiras.

Deste dia, ficaram alguns aprendizados:
– nao eh de praxe pesar as gravidas;
– estudantes de medicina em terras australianas sao otimos, pena que se transformem nesses profissionais pedra de gelo que tratam os pacientes como numeros;
– midwives rock! they are the best! Simpaticas, atenciosas, carismaticas, sensiveis e delicadas. Seres humanos de verdade;
– embora as instalacoes do meu amigo Sandy estejam a anos-luz do que eu gostaria, nao posso negar, as coisas funcionam;
– tiro meu chapeu pros medicos do Brasil, especialmente praqueles que eu conheco, que atendem seus pacientes sem pressa, que ouvem e que se importam de verdade e mesmo muitas vezes atendendo por plano de saude, que paga uma merreca, nunca se limitam a uma consulta corrida de 15 minutos.

14 weeks

***escrito aos 15 de marco***

Aqui estou, direto das 14 semanas de gestacao, com os jah sabidos quase 3 Kg a mais, comendo doce feito uma doida varrida.
A barriga nao nega, eh grave a crise. Provavelmente voces nao notam a diferenca a cada semana, mas a verdade eh que minha cintura pre-gravidez media 68cm e hoje, com apenas 3 meses mede nada menos que 86 cm! Mas… vou tentar me controlar, nao falar tanto sobre ganho de peso e medidas e focar nas outras mudancas que venho notando.
Por exemplo, nunca na minha vida senti dificuldades em caminhar, tampouco sabia o que era sentir falta de ar. Hoje conheco bem as duas situacoes e qualquer caminhadinha de uma hora me deixa ofegante – nao cansada, sem ar mesmo.
Mas e as maravilhas da gravidez onde estao?
O famoso “glow” continua um desconhecido pra mim. A unica coisa diferente que apareceu em meu semblante foi o mar de erupcoes irritantes que insiste em me acompanhar – alias, foi assim tambem na gravidez do Vini.
E os cabelos, ah, os cabelos… esses nao tem jeito, aquela vitalidade de outrora nao bateu a minha porta dessa vez e estou comecando a considerar seriamente um corte drastico – a unica coisa que me faz reconsiderar eh o fato da mulherada aqui viver fazendo hair extensions, que custam a partir de 800 dolares! Po, enquanto o povo faz alongamento eu vou tosar minhas madeixas? Me sinto jogando dinheiro no lixo… Se bem que nao eh como se meus cabelos estivessem sedosos e lindos de morrer, neh?! Hmm, vamos ver…
Other than that, terca-feira serah o dia da minha primeirissima consulta com um medico do hospital, o que, acreditem eh very unusual, jah que a primeira consulta geralmente acontece na semana 16, pasmem!
Coisas de Australia…
(nao sei porque, mas sinto que esse post terminou de repente)